.

-r-

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Só tenho agora uma fotografia,
Um pedaço congelado no tempo,
Para lembrar como tu eras,
Lembranças feitas por um pai babado.

Vejo os teus olhos sorridentes,
Todas as manhãs quando acordo,
Falo contigo no meu imaginário,
Minha doce filha, que o destino levou.

O tempo não irá matar as minhas saudades,
Nem as horas poderão apagar,
A dor profunda dentro do meu coração,
Minha doce filha, que o Senhor levou.

Ouvi mencionado muitas vezes,
Que o tempo vai curar a dor,
Quero ser honesto contigo,
Que fique em mim para sempre.

Tal como fazia à noite,
Tu no ventre da tua mãe,
Passo a mão no vazio,
E digo sempre “ Filha, olha o pai”

Os anjos vieram e levaram-te,
Isso realmente não era justo,
Eles levaram a minha Catarina,
O meu sonho, a minha alegria.

Se tivessem perguntado:
Se trocaria contigo,
Sem pestanejar trocava,
E deixava-te aqui viver por mim.

Nada é Substituível,
Nada é para sempre,
Serás minha para sempre,
Serás minha no sempre!

Espero que olhes por mim todos os dias,
Em cada lágrima deixada por mim,
E que não haja dúvidas,
Serás sempre a minha Catarina.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Cansei

Cansei de fingir estar cego
Cansei do teu cheiro perfume barato
Cansei dos teus dentes sujos e teu mal hálito
Cansei dos banhos não tomados
Cansei das tuas tormentas falsas (e elas te darão retorno em breve)
Cansei do teu choro inútil ( e quantos foram...)
Cansei do teu sexo (sexo?)
Cansei do nojo do teu corpo mal cheiroso
Cansei do teu olhar
Cansei da tua voz
Cansei das tuas mentiras
Cansei de estar contigo
Cansei de te ajudar
Cansei de te alimentar
Cansei de limpar o cuspe no prato que comeste
Cansei de te custear (parasita)
Cansei de me preocupar
Cansei de te recuperar
Cansei de te cobrar
Cansei das tuas intrigas
Cansei dos teus pensamentos nojentos
Cansei das tuas Entidades falidas
Cansei das tuas reincidências (reincidências)
Cansei de tua vergonha moral (moral? Que moral?)
Cansei de ser teu
Cansei de te ver errar
Cansei de ficar inerte
Cansei de não gritar
Cansei de deixar passar
Cansei ... simplesmente cansei !!
Mas o que deixaste em mim, será sempre MEU e nunca vai para uma sarjeta
Talvez o sentimento reconheça, mas o sentimento será sempre de Dó
Talvez nós possamos perdoar, mesmo que seja por cinismo. Menos por Dó

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Saudade(s)

Sinto saudades. Saudades da voz... Saudades dos nossos momentos apaixonados. Saudades de conversar, perguntar pelo teu dia, e contar como foi o meu dia. Tenho saudades do lugar onde ia encontrar, saudades do teu sorriso, saudades do meu sorriso, saudades de rir.
Saudades ligar te e dizer “ tenho saudades”, saudades das madrugadas com a tua voz em mim.

Saudades do meu ciúme, saudade do teu ciúme. Saudades dos meus medos, da minha conquista. Saudades da maneira como tu te preocupavas comigo, saudades da minha fraqueza em ti, saudades da minha força por ti.

Saudades do nosso primeiro beijo e do último também.

Tenho saudades ouvir a tua música” woman”. Tenho saudades sair de casa tarde para ir ao encontro. Tenho saudades do teu cheiro, da tua mão na minha, da minha mão em ti.

Tenho saudades do abraço. Tenho saudades do perigo vivido no esconderijo. Tenho saudades dos jogos perigosos prometidos. Tenho saudades do perigo que tu eras. Tenho saudades das noites ao telefone. Tenho saudades do suspiro dado por mim e por ti.

Tenho saudades chamar pelo nome. Tenho saudades sorrir, como chorar por nós. Tenho saudades ficares chateada comigo. Tenho saudades do teu “ Basta”. Tenho saudades ser apenas “ TEU”.

Saudades pedir desculpa por algo. Tenho saudades da nossa história, das páginas que faltaram no meu livro. Saudades dos poemas que escrevia para ti

Saudades saber que tu, lias. Tenho saudades do nosso namoro escondido, onde só éramos eu e tu. Saudades do casamento não realizado. Saudades dos filhos não nascidos. Saudades da partilha não partilhada. Saudades dos sonhos, que ficaram na gaveta.

Nesta confusão de saudades, dói saber que tudo um dia será para outra pessoa. Alguém que não conheço mais já odeio, e outra pessoa que voltara a despertar em mim, esta saudade.

Um dia  falei “Se amar dói assim tanto, prefiro não amar”, mais a saudades afinal dói muito mais.

Hoje tenho saudades de ti, saudades minhas e saudades de nós....

sábado, 26 de abril de 2014

Aguas que passam


Diante dos meus olhos, a fortuna
está parada (ao longe), numa suspensão afinada...
O coração naufraga por inteiro,
sinto o beijo num espelho de águas turvas ...
Toque calmo e sereno, 

e a praia lembra um baile por dançar.
onde areia é uma pista para não bailar
Quem sonha!!sonha, o resto são águas do mar
o meu luxo é ver: ao longe o mar
ou talvez moças de mamas nuas e redondas
que fingem sorrir nas ondas do mar.

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Como queria…

Ai!! como eu queria
Sentir o abafar da tua mão
limite paixaoNeste meu corpo teu!!
Como queria
Sentir essa boca, e o sabor que ela trás
O gosto de pimenta com fel
Como eu queria
Estar ao teu lado, de olhos atados
E sentir o prazer nas palavras
O desejo que no teu olhar vem
Como eu queria
Sonhar de olhos abertos
E ver….
Eu ...tu ...e nós
Ai como eu queria

domingo, 9 de março de 2014

Canetas da vida

Cartas guardadas 
Começo a reorganizar
Uma vida
Na mente caligráfica
de um coração que foi melancólico
Em sincronia com cada curso,
Lançando a magia,
Criando ao mesmo tempo
Uma colagem de palavras,
Grafite sobre papel,
A essência da vida.
Linhas quebradas na arte poética
Escape das bordas sonhadas
Como as memórias se sobrepõem,
Capturado em fotos
Atalhos num sol líquido,
Numa retenção de um futuro brilhante.
Manchas da imaginação
Dispersas em cada memória,
Como gotas de tinta nos cantos
Da minha mente juvenil; rapaz ainda miúdo
Fragmentos do passado e do presente,
Retratando a beleza abstracta.
Imaginação dos beijos das páginas desta vida
Deixando marcas nos sonhos
Como eu escrevo para o futuro,
Amanha irei na minha historia,
"Para sempre".

Filha!!

É tão difícil encontrar a brisa perfeita,
Um sopro não muito duro nem mole,
Que traga um perfume de flores silvestres,
Nem doce nem picante.
É tão difícil encontrar o céu perfeito,
Um azul profundo e brilhante,
Traga um sentido de abertura
Como gansos e carriças em voo.
É tão difícil encontrar a noite perfeita,
Um manto, calmo e sem defeitos,
Traga um clima de solidão,
Como de duas bocas amadas fossem.
No entanto, a perfeição é tão difícil de encontrar
Como alguém pode perceber-me
Guardarei dentro de mim,
Para sempre no perfeito estado
O pai que sou.

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Um sussurrar falado


 Por mais de um sabor
Ou dois,
vou demorar;
lábios contra os lábios,
suavemente contra o macio.
Vou demorar

Nos olhos,
uma prisão,
visões de doçura,
de suor, de luxúria;
do pecado, o desejo
é a flor na minha fome decadente.

Danço em ti Woman
círculos em toda a minha língua,
ao redor, através,
despertar e despertar sussurros leiloadas
no meio de paixões;
beber até que o meu apetite é desnudado
por um momento ou dois.
na minha civilização

A minha sombra, teu toque,
o meu sagrado... segredo
refeito em oração,
palavras que choramos
em respirações de consumação.

Perfeição
Como irei fugir se tenho sentido,
incontáveis  facadas de prazer
da boca descida  por ti "Woman In Chains"
Caminho apenas ao encontro do prazer e talvez
a nossa felicidade

sábado, 11 de janeiro de 2014

Cheiro



Sabes como sinto a tua falta 
A falta do teu cheiro
Como o orvalho sobre a flor
Moça virgem, mulher da rua,
Luto pelo meu crástino
Onde o perfume da tua alma, desafia a pureza quem eu sou
Sou obrigado a confessar os pecados, que nunca fiz
Recuso-me a mentir,
Tenho aqui uma foto tua
Para olhar, e nesta poesia, que agora escrevo, 
Coloco os teus olhos e lábios
Que brilham, diamantes, à noite.
 
Cicatrizo o meu olhar
Na esperança de permanecer
Beijando-te a abraçando
Mas, com todos os outros teus encantos
Tenho saudades desse teu cheiro,
Mulher santa, ou mesmo meretriz por momentos
O perfume do teu corpo, mexe comigo
Como o vento sobre o mar,
Levando a tua sensualidade
Preenchendo o próprio ar que eu respiro,
Tal cheiro agita-se dentro de mim
Criando paredes de ondas de paixão,
O perfume que enrola o meu tempo
Lembrando todo o dia, a mulher dona dele

No dia que nós.... Apenas nós ficarmos
Inflamo a minha paixão por ti
Mato a depressão como uma faca,
Deixo apenas o teu aroma
Em jogos em chamas, onde acende o meu coração,
Alma e mente,
Como o teu cheiro a mim pertence
Convoco mil soldados,
Que tragam o mel do teu amor
Sou conduzido ao ponto da loucura
Apenas porque sinto saudades do teu cheiro

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

SuSurrar

Sentado no sofá, via o jogo entre o Benfica-Espanhol… quando sinto ela atrás de mim, deslizando suas mãos em volta do meu peito e beijando de macio o pescoço.
-Eu sei que você me quer….sinto…
Palavra de Paula, uma amiga da minha irmã. Estava de férias em minha casa. Delicadamente sua boca, encontra a minha, só um leve toque, corre os meus lábios, garganta até que ouço um sussurrar na orelha…
-Eu quero-o agora… beija o meu corpo com fome….quero sentir sua mão deslizar nas minhas pernas e sentir elas à levanta minha saia …quero seus dedos à procura de algo macio. Quero sentir sua mão a tocar no meu clítorios… preciso sentir-me molhada com o seu toque, bem molhada, depois sim pode me fo… duramente…. Você pega em mim, conduz-me ao quarto, deita-me na cama, deita-se em cima de mim e beija-me loucamente…. Suas mãos exploram os meus peitos, deslizando em altos e baixos. Sem aviso, eu começo a tocar em você, sentir, quero sentir se esta tão excitado quando eu. Quero pegar no seu sexo duro, pressiona-lo contra mim. Lentamente, você introduz ele em mim e eu gemo… enquanto, sinto o comprimento dele…ai você começar empurrar duro e rápido bem rápido… sente como posso estar molhada em torno de seu pénis duro… sente apenas… ambos estamos à respirar duramente e gemendo. Necessito-o…
Você depois joga o meu corpo em gestos brutais… desesperado para fazer-me vir… Quero senti-lo com cada pressão, batendo exactamente o ponto direito… ai eu não vou querer parar, ira ouvir eu a falar” … Hummm que bom, não pare …faz-me vir….” Você sente então à minha vagina, começar apertar em volta do seu pénis, enquanto eu me venho duramente, o meu sabor o seu sexo.
De algum modo, o jogo que você esta assistir não parece importante mais… Eu quero-o fo…-me outra vez… duramente e rápido, desesperadamente… Você coloca-me na cama, beijando dessa maneira especial que só você sabe, em cima do meu estômago, através de meus peitos, lentamente acima de minha garganta… eu quero sentir que o seu sexo esta duro. Depois, o sentir dentro de mim…. Antes quero sentir ele a vaguear no meu corpo, em direcção a minha boca…eu beijo a cabeça do seu sexo… lentamente coloco ele nos meus lábios, sempre assim ligeiramente, apenas o deixou deslizar dentro de minha boca….Eu quero sentir sua mão alcançar o meu clítorios, entramos um jogo de toques.…Hummm quero ouvir o seu gemer… não vou parar… Começo à sugar mais duramente …e um pouco mais rápido….você geme com prazer….eu sei que você quer mais….repentinamente você diz-me que pare … coloca outra vez o seu sexo dentro do meu…posso sentir que você começa lentamente a empurrar… quero ele todo dentro de mim… eu quero mais, sim, quero muito mais.....apenas quero é fo… duramente… eu sinto que você começa a ficar no ponto de explodir… em cada movimento de ir e vem….você começa empurrar mais duramente e mais duramente….Hummm eu começo a puxar ainda mais por você…. Hummm, não paramos… Você sente meu suco quente, molhado, enquanto gozo… e imediatamente, você não pode prender... ai quero sentir … seus jorros quentes dentro de mim… Hummm.
Agora vou deixa-lo acabar de ver o jogo, e depois logo vemos que vamos fazer.