.

-r-

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Saudade(s)

Hoje senti saudades, saudades da voz... Saudades dos nossos momentos apaixonados. Saudades de conversar, perguntar pelo teu dia, e contar como foi o meu dia. Senti saudades do lugar onde ia encontrar, saudades do teu sorriso, saudades do meu sorriso, saudades de rir.

Saudades ligar te e dizer “ tenho saudades”, saudades das madrugadas com a tua voz em mim.

Saudades do meu ciúme, saudade do teu ciúme. Saudades dos meus medos, da minha conquista. Saudades da maneira como tu te preocupavas comigo, saudades da minha fraqueza em ti, saudades da minha força por ti.

Saudades do nosso primeiro beijo e do último também.

Tenho saudades ouvir a tua música” woman”. Tenho saudades sair de casa tarde para ir ao encontro. Tenho saudades do teu cheiro, da tua mão na minha, da minha mão em ti.

Tenho saudades do abraço. Tenho saudades do perigo vivido no esconderijo. Tenho saudades dos jogos perigosos prometidos. Tenho saudades do perigo que tu eras. Tenho saudades das noites ao telefone. Tenho saudades do suspiro dado por mim e por ti.

Tenho saudades chamar pelo nome. Tenho  chorar por nós. Tenho saudades ficares chateada comigo. Tenho saudades do teu “ Basta”. Tenho saudades ser apenas “ TEU”.

Saudades pedir desculpa por algo. Tenho saudades da nossa história, das páginas que faltaram no meu livro. Saudades dos poemas que escrevia para ti

Saudades saber que tu, lias. Tenho saudades do nosso namoro , onde só éramos eu e tu. Saudades do casamento não realizado. Saudades dos filhos não nascidos. Saudades da partilha não partilhada. Saudades dos sonhos, que ficaram na gaveta.

Nesta confusão de saudades, dói saber que tudo um dia será para outra pessoa. Alguém que não conheço mais já odeio, e outra pessoa que voltara a despertar em mim, esta saudade.

Um dia  falei “Se amar dói assim tanto, prefiro não amar”, mais a saudades afinal dói muito mais.

Hoje tenho saudades de ti, saudades minhas e saudades de nós....

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

SuSurrar

Sentado no sofá, via o jogo entre o Benfica-Sporting… quando sinto ela atrás de mim, deslizando suas mãos em volta do meu peito e beijando de macio o pescoço.
-Eu sei que você me quer….sinto…
Palavra de Paula, uma amiga da minha irmã. Estava de férias em minha casa. Delicadamente sua boca, encontra a minha, só um leve toque, corre os meus lábios, garganta até que ouço um sussurrar na orelha…
-Eu quero-o agora… beija o meu corpo com fome….quero sentir sua mão deslizar nas minhas pernas e sentir elas à levanta minha saia …quero seus dedos à procura de algo macio. Quero sentir sua mão a tocar no meu clítorios… preciso sentir-me molhada com o seu toque, bem molhada, depois sim pode me fo… duramente…. Você pega em mim, conduz-me ao quarto, deita-me na cama, deita-se em cima de mim e beija-me loucamente…. Suas mãos exploram os meus peitos, deslizando em altos e baixos. Sem aviso, eu começo a tocar em você, sentir, quero sentir se esta tão excitado quando eu. Quero pegar no seu sexo duro, pressiona-lo contra mim. Lentamente, você introduz ele em mim e eu gemo… enquanto, sinto o comprimento dele…ai você começar empurrar duro e rápido bem rápido… sente como posso estar molhada em torno de seu pénis duro… sente apenas… ambos estamos à respirar duramente e gemendo. Necessito-o…
Você depois joga o meu corpo em gestos brutais… desesperado para fazer-me vir… Quero senti-lo com cada pressão, batendo exactamente o ponto direito… ai eu não vou querer parar, ira ouvir eu a falar” … Hummm que bom, não pare …faz-me vir….” Você sente então à minha vagina, começar apertar em volta do seu pénis, enquanto eu me venho duramente, o meu sabor o seu sexo.
De algum modo, o jogo que você esta assistir não parece importante mais… Eu quero-o fo…-me outra vez… duramente e rápido, desesperadamente… Você coloca-me na cama, beijando dessa maneira especial que só você sabe, em cima do meu estômago, através de meus peitos, lentamente acima de minha garganta… eu quero sentir que o seu sexo esta duro. Depois, o sentir dentro de mim…. Antes quero sentir ele a vaguear no meu corpo, em direcção a minha boca…eu beijo a cabeça do seu sexo… lentamente coloco ele nos meus lábios, sempre assim ligeiramente, apenas o deixou deslizar dentro de minha boca….Eu quero sentir sua mão alcançar o meu clítorios, entramos um jogo de toques.…Hummm quero ouvir o seu gemer… não vou parar… Começo à sugar mais duramente …e um pouco mais rápido….você geme com prazer….eu sei que você quer mais….repentinamente você diz-me que pare … coloca outra vez o seu sexo dentro do meu…posso sentir que você começa lentamente a empurrar… quero ele todo dentro de mim… eu quero mais, sim, quero muito mais.....apenas quero é fo… duramente… eu sinto que você começa a ficar no ponto de explodir… em cada movimento de ir e vem….você começa empurrar mais duramente e mais duramente….Hummm eu começo a puxar ainda mais por você…. Hummm, não paramos… Você sente meu suco quente, molhado, enquanto gozo… e imediatamente, você não pode prender... ai quero sentir … seus jorros quentes dentro de mim… Hummm.
Agora vou deixa-lo acabar de ver o jogo, e depois logo vemos que vamos fazer.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

O Meu Orgasmo

A minha relação agora com uma mulher é uma coisa instintiva, ficou natural, muito mais natural que algum tempo atrás. Aprendi a pensar como uma mulher. Porque só uma mulher pode gostar das mesmas coisas que outra mulher. Eu era impaciente, inseguro, só conhecia a minha parte, o meu prazer, o meu bem-estar. Pouco sabia como era o orgasmo de uma mulher. Hoje aprendi que o orgasmo começa pela "pele", vai subindo, crescendo... o orgasmo domina, invade todo o corpo, só agora aprendi isso, só agora sei como senti-lo. Agora conheço o lugar exacto que trás a total plenitude do orgasmo ... Agora sinto ela, diabólica, divinal... Sinto agora o prazer que aprendi a sentir depois de pensar como uma mulher.

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

.....Que faço!

Ontem embarquei num mar de emoções
Por momentos chorei
Outros sorri
Em outros tantos senti prazer
Quis deixar o nosso navio
Acabei por ser novamente marinheiro
Como quero ser o borbulhar da tua vida
Levar-te amor, sensações, o prazer
Quero dizer-te " acorda sou eu"
Como ouvir " sou a tua princesa"
És sim a rainha do meu coração
Quem alimenta o meu dia
Por ti, coloco o cinto de castidade
Quero ser o Homem e o filho da puta
Mais uma vez quero dizer
Desejo-te, hoje
E amanha...... !!!

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Sonho Velho

Lá vai o tempo
Onde o pensamento estava no meio de duas margens
Era um moço que queria ser homem
Sonhava com uma mulher
Sonho de um menino

Passeava no branco da praia
Conversas com amiga Lua
Coisas simples, em busca de alguém
Ela falava
Moço.. eu nunca vou  esquecer
Sonhas como qualquer homem

Hoje, agradeço
Amiga Lua
A nossa canção, deve seus frutos
Sem pensar no amanha, o meu sonho é real
Encontrei-a
Tantas vezes olhei os peixes a saltar
Olhei as ondas a bater nas rochas
Alma aberta

Como qualquer menino,
Sonhei em ser feliz.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Adeus...


Foste um livro que quis abrir, quis ler, foste quem sempre sonhei, foste todos os meus sonhos, entreguei-me sem tu pedires.   Foste inspiração, partilha, amizade, desejo, foste tudo que sonhava , foste quem quis para sempre. Fomos cúmplices dum crime que não cometemos, algo que viveu por uns tempos tão intenso, tão puro... o crime não foi cometido sem razão, o culpado do nosso crime fui o desejo, culpo por todos os meus pecados.

As intrigas, as incompreensões , o desrespeito foi a razão do ..... ( nem sei), acabou por se tornar apenas estranho.  Não faço despedidas, o meu erro foi amar demais, se soubesse que amar que era isto, preferia então ficar pelas palavras da amizade. 

Tudo que escrevo agora, vão na tinta da saudade, leva um toque de lágrimas, talvez sofridas. Amargo tornou-se o tempo, ainda mais amargo por ter errado. O meu erro foi apenas amar, quem ama... quer...deseja... pede. Mesmo assim, algo em mim era capaz de atrasar os ponteiros do relógio e amar ainda mais, a outra parte pede pra ir embora e ser feliz.

Há sentimentos que nos são mostrados todos os dias e que por vezes não vemos ou fingimos não ver, mas é melhor aproveita-los, pois no futuro podemos nos arrepender de fingir não ter visto esses sentimentos. Se amar dói assim tanto, então tinha ficado com a minha amante solidão.....

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Sen(ti)mento

Sentimento....
Qual?
O que me prende
O que me faz olhar para ti
O que define quem sou eu?
Qual deles?
Sentimento por ti.......?
Amizade
Carinho
Simpatia
Tesão
Ternura
E se a minha busca por ti é sentimento,
Acrescento também esse.
Mais que uma bela canção
Aquelas de amor
Mais que uma palavra?
Só uma poesia...
Falada
Cantada
Sentida
É assim como sente esta alma!
Feliz... saber que não sou indiferente
Sentimento....
Qual?
O que descrevi