.

-r-

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Só tenho uma fotografia,
Um pedaço congelado no tempo,
Para lembrar como tu eras,
Lembranças feitas por um pai babado.

Vejo os teus olhos sorridentes,
Todas as manhãs quando acordo,
Falo contigo no meu imaginário,
Minha doce filha, que o destino levou.

O tempo não irá matar as minhas saudades,
Nem as horas poderão apagar,
A dor profunda dentro do meu coração,
Minha doce filha, que o Senhor levou.

Ouvi mencionado muitas vezes,
Que o tempo vai curar a dor,
Quero ser honesto contigo,
Que fiques em mim para sempre.

Tal como fazia à noite,
Tu no ventre da tua mãe,
Passo a mão no vazio,
E digo sempre “ Filha, olha o pai”

Os anjos vieram e levaram-te,
Isso realmente não era justo,
Eles levaram a minha Catarina,
O meu sonho, a minha alegria.

Se tivessem perguntado:
Se trocaria contigo,
Sem pestanejar trocava,
E deixava-te aqui viver por mim.

Nada é Substituível,
Nada é para sempre,
Serás minha para sempre,
Serás minha no sempre!

Espero que olhes por mim todos os dias,
Em cada lágrima deixada por mim,
E que não haja dúvidas,
Serás sempre a minha Catarina.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Cansei

Cansei de fingir estar cego
Cansei do teu cheiro perfume barato
Cansei dos teus dentes sujos e teu mal hálito
Cansei dos banhos não tomados
Cansei das tuas tormentas falsas (e elas te darão retorno em breve)
Cansei do teu choro inútil ( e quantos foram...)
Cansei do teu sexo (sexo?)
Cansei do nojo do teu corpo mal cheiroso
Cansei do teu olhar
Cansei da tua voz
Cansei das tuas mentiras
Cansei de estar contigo
Cansei de te ajudar
Cansei de te alimentar
Cansei de limpar o cuspe no prato que comeste
Cansei de te custear (parasita)
Cansei de me preocupar
Cansei de te recuperar
Cansei de te cobrar
Cansei das tuas intrigas
Cansei dos teus pensamentos nojentos
Cansei das tuas Entidades falidas
Cansei das tuas reincidências (reincidências)
Cansei de tua vergonha moral (moral? Que moral?)
Cansei de ser teu
Cansei de te ver errar
Cansei de ficar inerte
Cansei de não gritar
Cansei de deixar passar
Cansei ... simplesmente cansei !!
Mas o que deixaste em mim, será sempre MEU e nunca vai para uma sarjeta
Talvez o sentimento reconheça, mas o sentimento será sempre de Dó
Talvez nós possamos perdoar, mesmo que seja por cinismo. Menos por Dó

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Saudade(s)

Sinto saudades. Saudades da voz... Saudades dos nossos momentos apaixonados. Saudades de conversar, perguntar pelo teu dia, e contar como foi o meu dia. Tenho saudades do lugar onde ia encontrar, saudades do teu sorriso, saudades do meu sorriso, saudades de rir.

Saudades ligar te e dizer “ tenho saudades”, saudades das madrugadas com a tua voz em mim.

Saudades do meu ciúme, saudade do teu ciúme. Saudades dos meus medos, da minha conquista. Saudades da maneira como tu te preocupavas comigo, saudades da minha fraqueza em ti, saudades da minha força por ti.

Saudades do nosso primeiro beijo e do último também.

Tenho saudades ouvir a tua música” woman”. Tenho saudades sair de casa tarde para ir ao encontro. Tenho saudades do teu cheiro, da tua mão na minha, da minha mão em ti.

Tenho saudades do abraço. Tenho saudades do perigo vivido no esconderijo. Tenho saudades dos jogos perigosos prometidos. Tenho saudades do perigo que tu eras. Tenho saudades das noites ao telefone. Tenho saudades do suspiro dado por mim e por ti.

Tenho saudades chamar pelo nome. Tenho  chorar por nós. Tenho saudades ficares chateada comigo. Tenho saudades do teu “ Basta”. Tenho saudades ser apenas “ TEU”.

Saudades pedir desculpa por algo. Tenho saudades da nossa história, das páginas que faltaram no meu livro. Saudades dos poemas que escrevia para ti

Saudades saber que tu, lias. Tenho saudades do nosso namoro , onde só éramos eu e tu. Saudades do casamento não realizado. Saudades dos filhos não nascidos. Saudades da partilha não partilhada. Saudades dos sonhos, que ficaram na gaveta.

Nesta confusão de saudades, dói saber que tudo um dia será para outra pessoa. Alguém que não conheço mais já odeio, e outra pessoa que voltara a despertar em mim, esta saudade.

Um dia  falei “Se amar dói assim tanto, prefiro não amar”, mais a saudades afinal dói muito mais.

Hoje tenho saudades de ti, saudades minhas e saudades de nós....

sábado, 26 de abril de 2014

Aguas que passam


Diante dos meus olhos, a fortuna
está parada (ao longe), numa suspensão afinada...
O coração naufraga por inteiro,
sinto o beijo num espelho de águas turvas ...
Toque calmo e sereno, 

e a praia lembra um baile por dançar.
onde areia é uma pista para não bailar
Quem sonha!!sonha, o resto são águas do mar
o meu luxo é ver: ao longe o mar
ou talvez moças de mamas nuas e redondas
que fingem sorrir nas ondas do mar.

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Como queria…

Ai!! como eu queria
Sentir o abafar da tua mão
limite paixaoNeste meu corpo teu!!
Como queria
Sentir essa boca, e o sabor que ela trás
O gosto de pimenta com fel
Como eu queria
Estar ao teu lado, de olhos atados
E sentir o prazer nas palavras
O desejo que vem no teu olhar
Como eu queria
Sonhar de olhos abertos
E ver….
Eu ...tu ...e nós
Ai como eu queria