Mostrar mensagens com a etiqueta Pensamento. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Pensamento. Mostrar todas as mensagens

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Os olhos dos outros em mim....



Nada deve ser determinado por uma única causa. Qual é a causa da chuva? ... ... ou a música? O pensamento lógico-linear, da causalidade é muito estreito. No tempo do meu pai, o conhecimento era apenas de forma selectiva, para cada aspecto que tinham a mesma causa em questão.

Vivo, na era dos sistemas de pensamento que desfocam os conceitos. Talvez a famosa maçã de Newton é pouco visível, num mundo vivido por mim, talvez Newton com os seu conhecimentos de relacionamentos diversos, seria um analfabeto nos tempos que vivo hoje.

Se analisarmos mais rotundamente, às vezes harmoniosa, por vezes confuso – exerço no mundo dos vivos, que, na realidade, sou apenas um louco que assumo a minha loucura, onde os demais que respiram, dizem que os loucos são os outros.

A velha lógica questão básica, tais como a questão da origem do universo ou a relação entre o eu e o cérebro, agora todos os finais de paradoxo. 

O não pensamento está a ser redescoberto. Estamos sem mangas mais curtas, porque? como possível artesão de mim mesmo, pergunto, cercado por mistérios, só posso impressionar pela estranheza, incrível levar toda aprendizagem que relevo aos outros, que mesmo morto, o meu pai um dia quis ensinar.

O tabu contra a visão de um mundo "louco" tornou-se frágil.. As sombras, que ao longo dos anos fazem de mim um fiel seguidor da do quero algo que nunca tive, são possuídos, mesmo na minha mente ordinária e assombrada. Se a razão mais forte que se coloque na análise final, sou o oposto, quando a ciência convencional de todos que me rodeiam muitas vezes alcançam o absurdo. O mundo parece ou talvez "contraditório", "incoerente" - tal como o pensamento falado por mim..

As velhas certezas deixam de ser eficaz. Segurança borrada em probabilidades, os opostos se encontram em oscilações. A razão começa a superar seu formalismo mecânico. A ciência dos olhares curiosos no caos da minha greve loucura, sou de olhares furtivos por cima do muro, como para enriquecer a minha imaginação. 

Os lunáticos são todos que olham a sombra do meu ser com estranheza é interessante. 

E o louco serei eu? e o louco sou eu?? 

Talvez sou apenas alguém que vive, um dia de cada vez.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Sentimento

Conforto os dias difíceis,
Em sorrisos que invadem a tristeza
São cores que seguem as nuvens
Risos imaginários, beijos sentidos

Toques na carne, suar sem sal
Abraços delicados enquanto os espíritos me seduzem
Uma amizade feito por mim no desejo
Na beleza do teu olhar
Na dúvida tua, dou a confiança
É a Fé para que possas acreditar,
Esta minha coragem para conhecer algo mais de ti,
Terei paciência para aceitar a verdade,
Neste meu sentimento enrolado no desejo.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Escrito por nós (!)


Carrego o teu coração comigo (levo no deslizar do dia) ao encontro de uma luz ligada no dia que nasceste, e nunca estou sem esse brilho. És a minha força , virei um guerreiro por ti, minha doce filha. 


Não temo nenhum destino (pois és o meu destino, meu doce), quero nenhum mundo (tu sim, és o meu mundo, a minha verdade), onde poucos conseguem saber que a lua faz de mim.Pediste para deferir quem es, eu digo....

És quem sempre sonhei, és uma mulher lutadora, uma mulher não feliz no relacionamento que tem, és uma mulher procura quem valorize. 

Um dia cantarei junto ao sol , a canção mais profundo, um  segredo que ninguém conhece (Aqui é a raiz da raiz e o broto do broto o céu do céu de uma árvore chamada vida, que cresce maior do que a alma pode esperar ou a mente pode esconder) e esta é a maravilha que está mantendo as estrelas distantes .

Hoje carrego  (e levo ao meu coração). talvez num livro escrito pela vida, muitos que rodeiam quem nós somos, iram ver ( feliz para sempre). Hoje os dois sorrimos, pois em ti cresce algo nosso.Talvez amanha, prove o Mel que a tua boca bem, talvez amanha o brilho do teu olhar, diga... toca-me... A minha definição é dizer que és importante para mim.

sábado, 9 de novembro de 2013

Lembro-me com saudades

Anos 80, o mundo tão diferente. Acho que a minha Mãe tinha um televisor de apenas 2 canais , preto e branco. Lembro-me vagamente esperar para ver os desenhos animados do Vasco Granja, pelo qual esperava religiosamente na expectativa de ver o Casimiro ou o Speedy Gonzalez, às vezes saiam-me na rifa aqueles desenhos que vinham da Europa de Leste. Para brincar tinha os meus carrinhos de metal, um comboio de plástico, tudo servia para brincar. 

Mais tarde também me iniciei na Playmobil. Tinha livrinhos da Anita e acreditem ou não, alguém me deu um livro do Noddy, era em Inglês e só muitos anos depois voltei a ouvir falar do dito, agora personagem famoso. 

Tive dezenas livros do Tio Patinhas, do Micky ... livros que devorava. Perdia o tempo com os amigos em frente da Tv, ver a rua Sésamo, com o Egas e o Becas, os marretas!!! E os cromos da Bola do Mundial 86 no México... falam hoje eles disso.. no meu tempo fazíamos por amor, não por dinheiro. Ia para a praia, existia espaço.. não precisava levar a toalha atrás para não ser roubada. 

Os Natais eram mágicos, a Tv. passava filmes bonitos da Disney, vinha a família toda e comíamos coisas que só mesmo no Natal havia paciência para fazer..... esperávamos pela meia-noite para abrirmos os presentes. Lembro-me que chegava da escola às 18:00, ir à mercearia , comprar uma bomboca, sempre de baunilha. 

Aqui perto de casa, a escola primaria, onde o pessoal começou a era do Skate e da Bicicleta, coisa boa que o ET, trouxe foi a BMX. 
Ainda me lembro do meu primeiro relógio digital! Para minha grande tristeza não era aquele que eu queria, mas tinha os segundos e luz para ver à noite. Um luxo!

E as musicas... saudades de ouvir uma boa K7 beta....Pink Floyd, Doors, música clássica. Lembro-me de ir a casa do meu vizinho pra brincar com ele e ver a irmã em frente a Tv., ar de concentração total com o Bamby (coitadinho), a Branca de Neve, o Papuça e Dentuça, a Dama e o Vagabundo, ou seja, aquilo que havia para ver na altura.

 Eu já era mais Super- Homem, Capitão América..etc.... heróis que hoje fazem falta. Na televisão era uma festa quando dava um filme e geralmente eram filmes para a família, recordo com alegria os filmes do Jeery Lewys em especial o Cinderelo dos pés grandes (vá-se lá saber porquê). 
 
Mais tarde tive um spectrum e foi o inicio da era digital para mim. Eram horas a jogar ao Horácio vai esquiar, tardes perdidas com os colegas a jogar Chucky Egg e Maniac Miner. Lembro do som .. para o jogo entrar... magnifico. Rádio Cidade... Alegria no Ar... fez a delicia do pessoal.. uma rádio pirata.. lá vão os tempos.

São João, Santo António.. todos os santos, o pessoal... ir bater às portas" Podia dar qualquer coisinha". Fazíamos festas, fogueiras...

Hoje esse espírito não existe... hoje tudo se perdeu... pena ..Saudades dos bons tempos

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Chef ( itos,ões) es


Há contas para tudo. Quando vamos às compras fazemos contas ao bolso e ao estômago. Quando nos encontramos com um amigo chato fazemos contas à vida e quando vamos ver o Benfica a jogar fazemos contas a quantidade golos que iram marcar. Mas neste contar da vida não é todos os dias que um individuo põe-se a contar os chefes que tem.

De tanto ouvir chamar chefe, chefe aquilo, e antes que com um trauma pós-adolescência contra os chefes. decidi pôr-me em dia e saber desde já à quantas andamos nisso de chefes.

Parecendo que não tudo começa em casa. lembra-se do papi e mami dizer " Em casa manda ela e nela mando eu ", Logo ai tinha 2 chefes. A mãe que manda na casa e o pai que é o chefe da família. Depois vem a escola. Ai somos obrigados a aturar o chefe de turma. o professor. o coordenador do curso. o diretor da escola., até o senhor Manuel, o Zelador, aquele tinha sempre uma revista da Playboy.. O número vai subindo.

O pobre cidadão, antes mesmo de chegar ao 1 emprego. Já vai te chefes. Dois em casa e cinco na escola. Chegados ao serviço começa então uma verdadeira prova a capacidade matemática. Primeiro o chefe de secção, ai o numero sobe para oito chefes. Depois vem o chefe de que é mesmo chefe.

Vamos ficando ou mudando de empresa, mais os chefes continuam sempre.
Existem aqueles felizardos como eu, tenho poucos chefes. Vejamos... o meu chefe da secção, o chefe da local, o chefe da área, o chefe que manda no meu chefe, no do local e da área e o chefe que manda no meu, no do local, no da área e no chefe que manda no meu da área do local . 

Nem são contas complicas, pra não falar no meu Subchefe, que na ausência do meu chefe é meu chefe também.
Como não haveriam os trabalhadores de chamar 'chefe a todo o mundo com esse maldito record de trinta chefes/?'! Todo o mundo prefere, chamar chefe ao outro... vejamos... não vou eu estar a falar realmente com um dos 30 chefes que tenho, então falo logo...
" bom dia chefe",

até no transito " Se não sabes conduzir, deixa o carro em casa, "ô chefe".
Precavidos e democráticos os Portugueses não têm meio.: termos. toca a chamar chefe a todo o mundo. Aliás, não é possível conhecer pessoalmente os trinta chefes a que cada um de nós tem.

Existem muitos chefes. Então. como irremediavelmente teremos que ter tantos chefes. pelo menos que se criem escalões entre os.chefes. Poderíamos ter por, exemplo. chefes do grupo A/B e.: Por sua vez cada grupo deveria ter .graus. Primeiro, segundo e terceiro grau. do grupo A.B ou C. Não nos restam dúvidas de que assim poderíamos reconhecer essa imensa onda de chefes.. 

Começaríamos então a chamar" senhor primeiro chefe A " ou senhor segundo chefe B " e todos eles andariam com um cartão de identificação. Já imagino o meu chefe de secção " Senhor Lopes, venha cá", eu chegar perto, não ver a tal identificação e dizer " Sem identificação, não há conversa". 

E vivam os chefes.

Vento que levou a tristeza

Sopra o vento apressado, e ninguém para desabafar.Contei ao vento meus lamentos, e ele começou a uivar. O dia ficou cinzento, cai a triste chuva que me acalma,  solidário com o sofrimento, Essa dor que me atormenta a alma.! Surgiu um raio luminoso e quente, É o sol que me acaricia a face para me aquecer, Deixou-me sorridente, E percebi, que a tristeza é para esquecer!

A Lei dos padres

A vulnerabilidade das crianças toca qualquer ser humano..:.Quando vimos as imagens de guerras, fome ou cataclismos naturais basta o rosto de uma só criança para termos a noção da tragédia. Lembro em 1996 viver esses rostos numa missão realizada na Bósnia. 

Crianças de rostos sem voz. 

Quando falamos do abuso de criança, a nossa ira sobe de tom. E quando esse abuso é perpetuado por membros da Igreja, seja ela qual for, então o choque é muito maior.

Encontrar justificação para o encobrimento de crimes que deviam ser severamente punidos, permitindo mesmo que os criminosos continuassem a abusar de menores durante décadas é total e absolutamente impossível. dizem-se eles mensageiros da Palavra do Senhor... o castigo devia ser outro. 

No código penal, existe algo que informa" ocultação", é crime. Os bispos são tão culpados como os padres, quem sabe deste tipo de crime e nada faz, também o faz. 

A partir do momento em que um padre abusa de uma criança a sua punição não pode ser da responsabilidade da Igreja mas sim da justiça igual para todos. é a igreja que nós temos... Eis os senhores da palavra Divina.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Ontem / noite




Ontem fui esquecer a tristeza/lá fui até a rua dançar/divertir não faz mal/é época de crise/ninguém leva à mal/vesti uma roupa quentinha/e fui dar a perninha/e sai da minha casinha/ e foi ter com a menininha/ que é um pouco atrevidinha/mesmo estando com roupinha/toda ela estava quentinha/como ela toda balançava/ Alegrava todos que a olhavam/acabei esta noite/ com o sabor dessa menininha/ esqueci a tristeza/ esqueci que vinha tristinho.

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

.....Que faço!

Ontem embarquei num mar de emoções
Por momentos chorei
Outros sorri
Em outros tantos senti prazer
Quis deixar o nosso navio
Acabei por ser novamente marinheiro
Como quero ser o borbulhar da tua vida
Levar-te amor, sensações, o prazer
Quero dizer-te " acorda sou eu"
Como ouvir " sou a tua princesa"
És sim a rainha do meu coração
Quem alimenta o meu dia
Por ti, coloco o cinto de castidade
Quero ser o Homem e o filho da puta
Mais uma vez quero dizer
Desejo-te, hoje
E amanha...... !!!

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Amor é...

Amor é...

Sentir saudades
Fechar os olhos… e sonhar
Ouvir um som e pensar… chegou

É partilhar

Esperar… querer… sentir
Amor é?
Sonhar, dizer
És tudo,... é
Ligar… falar
-Tive saudades?

Amor é?
Ouvir uma musica e pensar
Como seria bom ter aqui
Mover o corpo, mesmo sozinho
E abraçar a pessoa que nos faz
...Feliz

Amor é?
Correr para os braços
Apertar com força
Sentir o beijo da saudade

Amor é?
Adiantar o relógio
Para estar com a pessoa
Ai, o amor é
… sentirmos crianças
Sentir o coração bater
Bater… muito

O amor é sentimos vivos
Ter vontade de escrever
Falar, falar apenas
O amor é?
É apenas aquilo que sinto, este sim é o meu amor

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Porque?

Este é o teu futuro, viver no extremo?
Tentares encontrar a segunda página da vida ?
Se falhas estas, a 3º será a solidão 
Neste sentimento do desgosto
Até podes pensar em mim, acredito
A morte não é feita ao acaso, mas a vida é feita com batalhas
Oprimida areias pisadas sem a própria pegada
Um soldado ganhou uma guerra, 
Nós juntos perdemos uma conquista
As oportunidades perdidas encontrar-se-ão na terra,
E as asas de cada sonho ficaram no tempo.
Apenas ficara na memória, aquela imagem colorida
A verdadeira focagem do amor perdeu-se numa onda do
 mar.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Os...

....teus dedos
percorrem o meu corpo...
Inflamo anseios
Provocam sensações...
Deslizes na minha pele
Húmida e quente...
Tocas no mais intimo que tenho...
Sensação de...mais… mais
Enterrar-se em mim...
Um desejo de querer
Fecho os olhos...
e assim fico...fico apenas  
Sentindo o teu poder em mim

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Serei Narciso???

Como devem calcular, nem sempre trabalhar... no caso escrever, fica fácil. A nossa vida anda demasiado complicada para que ás vezes uma pessoa chegue do trabalho e consiga dizer qualquer coisa com nexo, ou pelo menos consiga pensar correctamente sobre as coisas todas. 

Vejamos só como são os meus dias de trabalho: Começo o dia cheio de esperanças. Ao começar o dia estou sempre convencido que o Iva vai baixar, pura especulação de uma mente sonhadora. 

Estou convencido ,  e depois de bwé de tentativas minhas,treinar todos os dias ia ganhar a um queniano, mente engana. Estava convencido de que seria um dia que considero "pelo positivo". Mas qual quê!l

 Saio de casa e apanho logo transito, ainda o meu azar, fico parado durante 10 minutos ao lado de um cartaz, enorme do 1º Ministro " Por um Pais Melhor"... aff... E assim, pela manhã, começo logo por me irritar perante a possibilidade de alguém se estar a atrever, nessa nova mania de democracia, a ditar-me os pensamentos, corno se eu não pudesse fazer os meus próprios juízos, se me dessem os programas de acção de cada partido. Depois, ainda na minha caminhada. para o trabalho que devia ser apenas 20 minutos faço em 1 hora..

Mas enfim chego irremediavelmente ao serviço, como as minhas esperanças e alergias em plena forma. Como sempre faço, antes de entrar ao serviço, vou fazer um treino por Lisboa. Alegre por correr, numa rua da cidade. Um pouco ao longe reparo numa moça, ela, fixa os olhos em mim, eu nela, não reparo no chão...azar.. não o dela, o meu, coloco o pé mal e!!.... já esta.. entrose... Estupidamente, nem olhei pra moça, que num passo muito apressado alargava a distancia entre nós. Armado em Vedeta, bem, vedeta não muito, mais Narciso...Já pensei formar uma Comunidade no facebook, esta na moda ter o facebook.

O toque especial dessa nova organização é que, por perfil e razão de existência, ela vai chamar-se Associação dos Narcisos do Montijo (ANM). Para quem não sabe, um Narciso é um indivíduo enamorado de si mesmo, um vaidoso e um adamado, com jeitos de dama. Então os Narcisos do Montijo vão reunir-se em nome do conselho, porque 90% dos Narcisos do país estão Fora  do Montijo.

Uma das condições de adesão é possuir carros novos. Mercedes e Bmw´s, nada de carros com mais de 5 anos, já não esta na moda. Outra condição é frequentar as mais loucas discos da Capital...Uma terceira condição, também importante, é não usar roupas nacionais e falar sempre dos seus defeitos. Importante.. tem que ser atleta.

Existem inclusive expressões recomendáveis aos membros da ANM, expressões do género "quando fui isto" "Eu fiz", "em mil novecentos e tal EU fiz", sempre eu fiz, eu fiz, eu fiz e cada vez mais eu fiz, com o devido ênfase para o EU! Depois destas investigações preliminares não foi possível continuar, pelo menos por ontem. Bem, o dia até acabou bem, com este texto... porquê de Narciso, sou apenas no que faço... e faço com prazer.

eu

Na infinidade da vida onde me encontro, tudo é perfeito e completo, e no entanto a vida muda constantemente. Não encontro um princípio nem um fim, apenas ciclos e um reciclar constante de substâncias. Por vezes a vida paralisada, fica estática e desinteressante, não encontro o ar fresco que ela trás. Eu sou um só com o poder que me criou, esse poder concedeu-me o poder para eu próprio criar as linhas que me levam em cada dia. 

Alegro-me por saber que tenho o poder da minha própria mente, e consigo usar ela.. no meu bem ou no mal. Cada momento da vida e um novo ponto de partida, á medida que me afasto daquilo que chamamos passado. Neste momento para mim, aqui, neste segundo que escrevo, e um novo ponto de partida, encontrei a chave do meu mundo.

Frases que me fazem;
Sou responsável por todas as minhas vivências
Cada  pensamento consigo conceber o meu futuro
O momento exacto do poder é sempre o momento do presente
Carrego por vezes em mim culpa e raiva.
A minha frase de vida “ Eu não sou suficientemente bom”
O pensamento deixa de ser um pensamento quando nele penso muito
O meu ressentimento, o criticismo são os meus maiores defeitos
Quando chegar o dia de não sentir um ressentimento, então vou curar uma doença
Um dia vou me amar a mim mesmo, e nesse dia tudo na vida ira funcionar na perfeição
No futuro irei perdoar mágoas do passado para viver bem o presente
Estou disponível para começar aprender amar-me a mim mesmo
A minha auto-aprovação a auto-aceitação no momento presente são chaves para uma aceitação positiva.

segunda-feira, 11 de março de 2013

Pouco

Estava perdido no caminho para casa
Avaliando aquilo que sou, e que sinto
Pouco á pouco, entendo que não vale a pena andar só por andar
Voltei a encontrar um amor
Voltarei a sorrir, amanha
Voltarei com as lágrimas nos olhos
Olhar o céu e dar graças
Pouco á pouco, entendo que não vale a pena andar só por andar
Olhar-me por dentro e compreender
Que os teus olhos são os meus olhos
Que a tua pele, é a minha pele
Sou a porta do teu céu
Pouco á pouco, entendo que não vale a pena andar só por andar
Em cada caminhada quero crescer
Voltei a sentar com o brilho nos olhos
Voltei a partilhar a minha alegria
Voltarei, para contar-te que sonhei
Agora mesmo… num dia claro

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Desiderato


Que o mundo baptize a minha inocência
Que o romance fique, pois pertenço a eternidade
Pesados fardos carreguei
Tonelada de conquistas, esta alma levou
Assenta sol dourado, onde o corpo solta à dor
Agora, pego na incognoscível
E busco à eterna estrela da felicidade

Esqueci com quem dormi a noite passada
Pois lembro-me que ao teu lado sou feliz
E assim o  destino
Empurrou-me até ti

Hoje o azar morre de dor,
Sabe que sou feliz
Fecho os olhos, na minha pureza 
A imortalidade salva à minha sede,
Consegui matar a desgraça
E renasci para à felicidade

domingo, 24 de outubro de 2010

Vive®

Vivo da realidade, não me alimento apenas com sonhos, não invento verdades ,não idealizo o futuro. Espero pelo pior, espero pelas decepções da vida, por amores não conquistados, palavras não faladas e triunfos por realizar. Apenas tento lutar pelos meus ideais, luto por ser digno.