Mostrar mensagens com a etiqueta politica. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta politica. Mostrar todas as mensagens

terça-feira, 12 de novembro de 2013

E ainda dizem que a justiça em Portugal é lenta!!!!

Há vários casos destes, podem pesquisar na internet se não acreditarem
no site do publico, p exemplo:
Fez-se Justiça em Portugal, finalmente!...
*A justiça portuguesa está de parabéns!
* Depois de anos e anos a batalhar eis que surgem os primeiros resultados.

· Desde a morte de Francisco Sá Carneiro e do eterno mistério que a rodeia,
· Ao desaparecimento de Madeleine McCann,
· Ao caso Casa Pia
· Do caso Portucale
· Da compra dos submarinos
· Às escutas ao primeiro-ministro
· Do caso da Universidade Independente
· Ao caso da Universidade Moderna
· Do Futebol Clube do Porto
· Ao Sport Lisboa Benfica
· Da corrupção dos árbitros
· À corrupção dos autarcas
· De Fátima Felgueiras
· A Isaltino Morais
· Da Braga parques
· Ao grande empresário Bibi
· Das queixas tardias de Catalina Pestana
· Às de João Cravinho
· Dos doentes infectados por acidente e negligência de Leonor Beleza com o vírus da sida.
.Do processo Costa Freire / Zeze Beleza, quem não se lembra ?
· Do miúdo electrocutado no semáforo
· Do outro afogado num parque aquático
· Das crianças assassinadas na Madeira
· Do mistério dos crimes imputados ao padre Frederico
· Do autarca alentejano queimado no seu carro e cuja cabeça foi roubada do Instituto de Medicina Legal
· A miúda desaparecida em Figueira
· Todas as crianças desaparecida antes delas, quem as procurou
· As famosas fotografias de Teresa Costa Macedo. Aquelas em que ela reconheceu imensa gente 'importante', jogadores de futebol, milionários, políticos.
· Os crimes de evasão fiscal de Artur Albarran
· Os negócios escuros do grupo Carlyle do senhor Carlucci em Portugal.
· O mesmo grupo Carlyle onde labora o ex-ministro Martins da Cruz, apeado por causa de um pequeno crime sem importância, o da cunha para a sua filha.
· E aquele médico do Hospital de Santa Maria, suspeito de ter assassinado doentes por negligência
Pois é... a justiça portuguesa está de Parabéns!
Depois de anos e anos a batalhar eis que surgem os primeiros resultados.

O agricultor que há uma semana foi apanhado a conduzir embriagado uma carroça puxada por um burra, na EN 17, em Celorico da Beira, foi ontem, quinta-feira, condenado, em processo sumário, a pagar 450 euros de multa. Pena pode ser substituída por trabalho comunitário, (Pois este sr. trabalha e não vive com qualquer subsidio do governo)
Jorge Rodrigues, de 34 anos, agricultor, foi condenado pelo Tribunal Judicial de Celorico da Beira, neste caso, a juíza Cláudia Jesus, que considerou "muito grave" o crime pelo qual o agricultor ia acusado, aconselhou-o a nunca pegar num veículo, seja ele a motor ou de tracção animal, depois de ter bebido, condenou um homem apanhado com uma taxa de álcool no san.uma pena de 90 dias de multa, à razão de cinco euros por dia, por ter sido apanhado a 11 de Agosto a conduzir o veículo de tracção animal com uma taxa de alcoolemia de 2,85 g/l no sangue.
O valor mínimo da multa aplicada, que totaliza 450 euros, teve em conta, segundo a juíza de turno que ditou a sentença, a situação social do arguido e o facto de ser primário. Foi-lhe ainda aplicada, como pena acessória, a inibição de conduzir qualquer veículo motorizado por um período de sete meses.
A pena exclui a proibição de o arguido guiar a carroça puxada pela burra, o meio de transporte que mais utiliza, pese embora ter licença, segundo o próprio, para conduzir tractores e motociclos." Venda a burra se ela for uma tentação", desafiou
Até que enfim.... e em tempo recorde 8 dias depois julgado e condenado !!!!!!!!!!!!!!
YEAAAAAAAAH!...
Agora sim, sinto-me mais seguro !

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Aula sexualidade


«'Constrangimento' sexual nas escolas»
Cartoon de Henrique Monteiro
in http://henricartoon.blogs.sapo.pt/
(10-4-2011)

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Bwé de Bocas – Ratos e Gatos


Nunca tive muito respeito pelo Bangladesh. Pelos meus padrões é um país que não me diz respeito, com fome ou sem fome, com cheias ou sem cheias, o Bangladesh é decididamente um país de se ouvir falar e mais nada. Mesmo assim há notícias que mesmo vindas do Tugadesh, são de tirar o chapéu. Mesmo num país como o Bangladesh há coisas que podem ser feitas e admiradas por todos. Mesmo no Bangladesh pode existir uma coragem que alguns Estados do mundo nunca tiveram a coragem de ter ou de procurar ter. É assim que esse Bangladesh, pequeno e distante, teve a ousadia de assumir publicamente que havia por lá bwé de ratos. O governo, sem meios termos, declarou guerra aos ratos e moveu uma campanha anti-roedores, em que o rato é o inimigo público número um. Sinceramente acho que esse exemplo deveria ser seguido pelo nosso querido amigo Passos Coelho. 

Nunca ninguém falou mas o nosso país tem bwé de ratos. Nenhum político teve a coragem de falar dos ratos que andam por aí pelo país todo. Já se falou de águias, de galos, de pombas, mas de ratos nada! Ninguém fala de ratos, mas o nosso país tem bwé de ratos. Temos ratos de tribunal, ratos de na igreja, ratos de assembléia da republica, ratos de armário e até mesmo ratos sábios nós temos. Como é possível nunca ninguém ter falado do" nossos ratos? 

Como é possível o governo nunca ter decretado uma guerra aos ratos?não sei como tudo isso foi possível se temos em nossas casas todas as espécies de ratos: ratos catitas. ratos pretos. ratos brancos e até mesmo ratos do Egipto. Mais conseguimos ter por cá ratos ricos, muitos ao ler esta texto pensaram, rato és tu!! 

Pois amigos, nós somos ratos estúpidos ou mansos. Os muitos ratos do estado, são muito pequenos para alguns gatos do governo……. temos gatos que nos comem. Sigam a minha idéia... Como é possível, num país como os Estados Unidos o cidadão ter apenas taxas de iva à 6 %?? a gasolina custe apenas 30% do valor de Portugal? paguem por um automóvel cerca de €8.000 e nós por cá €20.000...Afinal temos os gatos que nós comem... Afinal somos todos ratos e meia dúzia de gatos engravatados..
No Banglàdesh ... mandam matar os ratos, aqui com os olhos bem abertos somos comidos.