quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Sonho estranho...

Na meia-lua
De uma noite sem dormir
Acaricio a mulher dos meus sonhos,
À luz fria do dia
Meus sonhos desvanecer-se,
E nada é exactamente o que parece.
Seu toque vem em chamas,
No meu desejo adormecido,
Ela carinhosamente lambe os meus dedos,
Beija lentamente as minhas coxas,
Meus ouvidos, nariz e olhos,
Acaricia o meu rosto com uma rosa.
Meu pulso é irregular,
Sinto-me muito extático,
Quem é a mulher tão meiga
Abro os meus olhos,
E grito com surpresa,
É Michelle, a minha cadela serra da estrela!

0 comentários: